Resenha: O Despertar do Paladino (Sagraerya, livro 1) – de Sario Ferreira.

    Olá, Paísianos!

91p9T649IyL._SL1500_

Sinopse

Há sessenta anos, Zophar, o reino dominante do continente de Ardória, trava uma guerra implacável pelo extermínio de seus nativos, os homens negros do deserto e das savanas, chamados de povo “Sombrio”. O jovem e respeitável Sagrarius é um d’Os Dez temidos generais zopharianos que assumem a frente da duradoura guerra e se prepara junto ao exército para o ataque á última fortaleza sombria, ansioso por fazer justiça pelo Reino e por seus próprios motivos. Entretanto, justo quando a realização dos objetivos heroicos do general já é dada como certa, um chamado divino acalenta seu ódio e uma revelação catastrófica mostra a Sagrarius a verdadeira e terrificante face por trás dos ideais incorporados pelo Reino de Zophar… e consequentemente por ele próprio, despertando-o para uma jornada em que o conflito de convicções, crenças, verdades e justiças trilharão seu rumo por entre viagens, aventuras e confrontos em busca do equilíbrio de suas virtudes e de sua redenção.

A seguir você confere a resenha que fiz sobre o livro do amigo Sario Ferreira! .

                  O Despertar do Paladino (Sagraerya, livro 1) me envolveu completamente em uma jornada épica.

     A narrativa é dinâmica e imersiva, fazendo-me caminhar ou disparar em velocidade por florestas antigas e cavernas escuras, sentindo o calor do sol ou a umidade claustrofóbica das paredes cavernosas e masmorras assombradas. Sobretudo imersiva nas muitas batalhas, onde pude ouvir o próprio aço cantando no choque das espadas e sentir a ânsia do sangue resultante. Há muito não me sentia tão envolvido numa narrativa, como me senti ao ler Sagraerya, e tal muito me maravilhou e fez-me perceber meu rosto por muitas vezes junto ao monitor do dispositivo de leitura.

   Os personagens são muito carismáticos e verdadeiros, com suas preocupações e reflexões, e a amizade e companheirismo é uma vertente notável e provocadora de muito divertimento. A luta guiada por caminhos equivocados da personagem Sagrarius Dastinour é o ponto inicial de sua desgraça desonrosa, e sua luta por redenção e justiça o fazem enfrentar um mundo de provações e sofrimento, e sua fé em Mainna, a Essência da Vida, é constantemente colocada à prova.

     Eu tenho de destacar aqui, também, uma personagem singular e misteriosa, cujas pretensões vão de oposição ao Bem. Uma criatura detentora de poderes assombrosos e terrificantes, perseguidora dos desventurados companheiros. Para mim, em harmonia com o vasto leque de personagens, foi uma personagem extremamente bem desenvolvida, com um raciocínio frio e perspicaz, tornando seus desejos e ambições uma verdadeira “pedra” no caminho de seus inimigos.

      A mitologia é sempre um ponto que me atrai muito em mundos fantásticos, e em Sagraerya vemos uma mitologia muito bem desenvolvida e convincente, pois se percebe fácil o quão entranhada ela está no cotidiano das personagens e dos vários lugares apresentados. Templos erguem-se imponentes, seja em grandes cidades ou em aldeias e povoados, representando a Divindade Maior dos justos e humildes: Mainna, A Essência da Vida e supra-Deusa de Arya (o Mundo resultante de batalhas divinas ocorridas há muitas Eras).

     Durante toda a leitura, o mistério cerca nossos aventureiros e medos e terrores antigos tramam suas vinganças e traçam seus planos ocultos em névoas.

      Se você, igual a mim, ama se envolver em aventuras divertidas e instigantes por lugares novos e desconhecidos, há em O Despertar do Paladino uma oportunidade que não pode ser ignorada. Não por nós, os que são guiados pelos ventos fortes.

.

10931442_991769524183838_6629663062618096197_n         Para mais informações, acesse o blog do autor, clicando aqui!

.       O Despertar do Paladino, na Amazon!

.       Adicionem o livro no Skoob!

.

       É isso, Paísianos! Logo mais trago outras resenhas. Para você não perder nenhuma e ficar por dentro de todas as novidades, siga o site por e-mail!

.

.

.

“Eu estou aqui, então eu estarei com você para sempre.” – Lain Iwakura – Serial Experiments Lain.

Anúncios

Um comentário sobre “Resenha: O Despertar do Paladino (Sagraerya, livro 1) – de Sario Ferreira.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s